quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Bancários continuam em greve e prometem ato para quarta-feira

A greve dos bancários, que iniciou no dia 6 de setembro em todo o país, entra na sua terceira semana hoje. Na última quinta, houve rodada de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), mas não houve acordo, já que não foi oferecida nova proposta. Desde o início da paralisação, esta foi a quinta vez que os bancários recusaram o fim da greve.

Segundo o presidente do SindBancários, que representa Porto Alegre e outros 16 municípios da região, Everton Gimenis, a Fenaban ainda não entrou em contato para definir uma nova data para negociação.
Para esta segunda-feira, os sindicalistas devem fazer, conforme o cronograma, somente um almoço coletivo na Praça da Alfândega. Amanhã, no feriado de 20 de setembro, não há programação. Mas, na quarta-feira, os bancários prometem uma aula pública com o ex-governador e ex-presidente do SindBancários, Olívio Dutra, em local ainda não definido. Depois, há previsão de uma caminhada para fortalecer a greve e cobrar propostas da Fenaban.
Os bancários pedem aumento de 9,62% e mais 5% de aumento real, além de participação nos lucros e fim das metas abusivas.
Fonte:correiodopovo.com.br
Mais informações »

Piffero confia no apoio da torcida para Inter sair do Z4

"Tá muito ruim". Esta foi a avaliação do presidente Vitório Piffero da situação do Inter no Brasileirão após a derrota para o lanterna América-MG. Com 27 pontos, o Colorado segua na zona de rebaixamento, na antepenúltima colocação. Para o mandatário colorado, a recuperação do clube está nos braços da torcida. "Tenho confiança que vamos dar a volta por cima. Com o apoio do nosso torcedor, o Inter sai dessa situação. Tenho certeza que temos condições de sair", afirmou em entrevista na Rádio Guaíba.

O problema é que o próximo jogo pelo Brasileirão é fora de casa, domingo, contra o Atlético-MG, terceiro colocado na competição. "Temos dois jogos fora numa hora péssima e depois temos dois jogos em casa. Vamos tentar fazer o melhor", destacou.
Piffero projeta as partidas contra o Figueirense, no dia 1º de outubro, e Coritiba, dia 5. Os dois confrontos diretos contra equipes que lutam contra o descenso serão no Beira-Rio. O presidente avalia abrir um dos treinos para os jogadores receberem o carinho do torcedor. "Temos jogadores de muita qualidade. Falta colocar a qualidade dentro de campo", afirmou. Para o dirigente, a falta de confiança dos atletas prejudica o desempenho. "E vamos recuperar essa confiança nos braços da torcida", destacou. "Quero lotar o Beira-Rio".
Sobre a partida dessa segunda, Piffero destacou que a preocupação inicial foi não tomar gol. E repetiu o discurso do técnico Celso Roth e do vice de futebol Fernando Carvalho de que a equipe estava equilibrada até a saída de um volante (Anselmo) para a entrada de um meia (Seijas). No entanto, antes mesmo da modificação, o América-MG já havia criado três oportunidades de gol com Ernandes: aos 24 do segundo, ele cabeceou livre na pequena área para fora; aos 27, chutou de fora da área no travessão; e aos 28 mandou de carrinho na rede pelo lado de fora.
"Tu pega o histórico recente do América-MG, ele está incomodando. Empatou no segundo tempo (contra o Figueirense) quando estava perdendo por 2 a 0", destacou Piffero. Nos últimos jogos, o time mineiro empatou com os catarinenses (2 a 2) e com a Ponte Preta (1 a 1), mas perdeu para o Cruzeiro (2 a 0), Vitória (2 a 1), Chapecoense (2 a 1) e Fluminense (1 a 0).
Poupar na Copa do Brasil
Piffero destacou que o Inter tem tempo para mudar a situação. Para o jogo de quinta, contra o Fortaleza, pela Copa do Brasil, confirmou que alguns jogadores serão poupados. "Alguns jogadores estão cansados e vamos poupar alguns jogadores para o jogo de domingo e usar o nosso elenco", afirmou. O Colorado venceu a partida de ida por 3 a 0.
Fonte:correiodopovo.com.br
Mais informações »

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Renato comandou primeiro treino com portões fechado na Arena

O Grêmio não pode errar contra o Atlético-PR, nesta quarta-feira às 19h30min na Arena. A partida decisiva pode custar a saída do clube da Copa do Brasil e, para o lateral-direito Edílson, o time irá fazer o seu melhor para sair classificado. "É um jogo decisivo, pois é um campeonato diferente. Não podemos errar pois a gente fica de fora da competição. Então todo mundo tem que saber o que fazer dentro de campo", projetou.

O técnico Renato Portaluppi quis manter o mistério na escalação do time do Grêmio. O primeiro treino comandado pelo novo treinador ocorreu com os portões fechado. Ele liberou o acesso somente no final da atividade, quando alguns jogadores treinavam cobranças de pênalti.
Edílson disse que ainda é cedo para avaliar o trabalho de Renato, mas que a equipe tem que agir rápido, já que o Grêmio corre atrás de sua recuperação. "Hoje a gente conversou mais do que treinou, pra tentar ajustar coisas que ele acha importante. Não temos mais tempo pra ficar esperando. Enquanto o Renato implementa o seu trabalho aqui, é no papo que a gente vai se ajustando", definiu.
Fonte:correiodopovo.com.br
Mais informações »

Marido confessou ter encomendado morte após oito horas de depoimento

Em 48 horas, a Polícia Civil esclareceu o assassinato da corretora de seguros Andressa Reinaldo Ellwanger Friedrich, 25 anos, ocorrido na madrugada de domingo passado em Canoas. O caso teve grande repercussão por ela ter sido morta na frente da filha pequena, mas o desfecho agora foi mais estarrecedor. O próprio marido, de 33 anos, planejou a execução e mentiu que a família havia sido vítima de um assalto.

Dono de uma marcenaria, ele foi preso junto com um funcionário de sua empresa, de 21 anos, suspeito de ser o autor do tiro que matou a jovem. As detenções foram coordenadas pela 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ªDPRM) entre a noite de segunda-feira e manhã desta terça, sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e outros dois mandados de prisão preventiva. O marido da jovem prestou depoimento por mais de oito horas e finalmente confessou a trama. Mais dois indivíduos podem ter colaborado com ele e, por isso, as investigações terão continuidade. A pistola calibre 380, usada no homicídio, ainda não foi localizada.
O titular da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ªDPRM), delegado Cristiano Alvarez, revelou que já se desconfiava do marido da vítima desde o início pois o assalto relatado diferenciava-se das características habituais dos roubos. Ele citou, como exemplo, o fato do suposto assaltante estar sozinho e com o rosto encoberto, além de permanecer aguardando o regresso da família para casa, situada na Travessa B, no bairro Olaria. Além disso, a vítima estava com a filha, de um ano e meio de idade, no banco traseiro do Cobalt, de cor branca, do casal. Em uma atitude incomum para um ladrão, o homem armado com a pistola mandou que ela entregasse a criança para o marido e manobrasse o carro para fora do pátio. “Como o criminoso saberia que ela dirigia se não fosse alguém conhecido?”, lembrou. Ao sair do carro, a jovem foi baleada na cabeça sem que tivesse esboçado qualquer reação.
Segundo o delegado Cristiano Alvarez, outro indicativo de que a história estava mal contada surgiu quando o Cobalt apareceu abandonado e intacto em Sapucaia do Sul. No interior do veículo ficaram pertences da vítima, como bolsa, dinheiro, documento e celular, além de um chapéu de tradição gaúcha. Outro aspecto que chamou a atenção dos policiais civis foi o momento da fuga com o veículo por parte do autor do crime. Conforme análise de imagens de câmeras de monitoramento no bairro, o criminoso trafegou com calma e até deu sinal de pisca-alerta e aguardou o sinal verde em um semáforo ao invés de ter pressa em sair da região.
O aprofundamento da investigação levou à descoberta de que o casal tinha um relacionamento tumultuado, com separações e reconciliações. Em meio às brigas, observou o titular da 2ªDPRM, havia a questão de interesses em torno da partilha da herança e imóveis do marido com a esposa em caso de rompimento. A existência de um suposto seguro também está sendo apurada. No longo depoimento, o marido da vítima demonstrou frieza. O mesmo comportamento já havia sido constatado no sepultamento dela na manhã de segunda-feira no Cemitério Parque Memorial da Colina, em Cachoeirinha. Na cerimônia fúnebre esteve presente o funcionário dele, que receberia R$ 10 mil pelo assassinato, chegou a dizer “estamos juntos” em um cochicho.
Em Porto Alegre, o secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer, e o Chefe de Polícia Civil, delegado Emerson Wendt, deixaram o Desfile Farroupilha e se deslocaram para Canoas, onde agradecerem o empenho, eficiência, dedicação e trabalho de toda a força-tarefa de policiais civis montada para esclarecer o caso diante da repercussão social.
Fonte:correiodopovo.com.br
Mais informações »

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Depois da Força Nacional, Governo do Estado pede ajuda do Exército

Palácio Piratini decidiu ampliar o pedido de ajuda na área da segurança pública. Depois do apoio da Força Nacional de Segurança, desta vez o Exército foi procurado.

O vice-governador José Paulo Cairoli esteve reunido com representantes do Comando Militar do Sul, que é responsável pelo contingente militar do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Cairoli expôs a situação da segurança pública gaúcha a um dos oficiais, que ficou de levar o assunto adiante. O general de Exército Edson Leal Pujol, que é o comandante militar do sul, não estava presente na reunião que ocorreu na sede do CMS, em Porto Alegre.
O Governo do Estado anunciou uma série de medidas na área da segurança pública após mais um latrocínio em uma via de grande movimento de Porto Alegre. O secretário da segurança Wantuir Jacini foi exonerado, foi criado um gabinete de crise comandado pelo vice-governador e foi solicitado e autorizado o apoio da Força Nacional de Segurança Pública para apoiar a Brigada Militar na Operação Avante, que reforça o policiamento nas regiões de maior criminalidade.
Fonte: zh.com.br
Mais informações »

INSS vai suspender benefício caso segurado não agende a perícia em cinco dias

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) definiu um prazo de cinco dias para que os segurados façam o agendamento da perícia de reavaliação dos benefícios por incapacidade, a partir da entrega da convocação. Estão na mira do governo os 840 mil beneficiários de auxílio-doença que recebem há mais de dois anos sem ter feito um novo exame. 
As perícias do chamado "pente-fino" nos benefícios mais antigos de auxílio-doença começam em setembro e vão até março de 2017, quando então o INSS vai reavaliar os aposentados por invalidez, que também recebem há mais de dois anos sem novo exame. 
O presidente do INSS, Leonardo Gadelha, assinou a resolução 546, publicada na edição de hoje, dia 31, do "Diário Oficial" da União, com as regras da reavaliação. De acordo com o documento, as convocações serão feitas por carta, emitida pela gerência executiva do posto do INSS onde o benefício é mantido.
O INSS também poderá fazer a convocação por meio de mensagem de texto nos terminais de autoatendimento das agências bancárias, quando o segurado for sacar o benefício.

Após ser convocado, o segurado terá então um prazo de até cinco dias para ligar no telefone 135, a central de atendimento do INSS, e marcar a perícia de reavaliação. Quem não fizer o agendamento dentro do prazo terá o benefício suspenso. Neste caso, para retivar o pagamento, o segurado terá que fazer o agendamento.
Para atender os segurados que deverão as perícias, o INSS vai permitir que alguns postos façam mutirões aos sábados. Além disso, parte da agenda diária dos 3.700 médicos peritos do órgão será reservada para as reavaliações. O governo liberou o pagamento de um bônus de R$ 60, por reavaliação, para o perito. A meta do governo é reduzir em até 30% a despesa com o pagamento dos benefícios por incapacidade.
Fonte: r7.com.br
Mais informações »

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

EDERALDO THUROW É O NOVO TÉCNICO DO INTER FUTEBOL 7

Ederaldo Thurow camaquense é o novo técnico do Inter fut7 para o segundo semestre que inicia com o metropolitano de 2016, realizado aos sábados na MAP Esportes!

O novo técnico do Inter fut7 que já foi campeão gaúcho 2013  pelo Chelsea de Camaquã e com larga experiencia no futebol 7, ressalta a importância do esporte para a formação do jovem e entende como um importante mecanismo de socialização!

"Sempre fui motividado por desafios, esse me deixa extremamente orgulhoso porque ressalta a valorização do trabalho sério e com objetivo, cito ainda que o treinador é um agente facilitador e hj tem papel importante na motivação do atleta!" 




O Inter fut7 inicia sua caminhada no dia 13 de agosto de 2016 no metropolitano estadual, competição que será toda realizada em Porto Alegre.

O Inter conta com os camaquenses: Jogadores: Éder (goleiro), Jefinho (meia-atacante), Elton (fixo); Abel (fisioterapeuta)!


O Inter participará das finais do Gaúchão 2016 que acontecerá em São Gabriel nos dias 16,17,18 de dezembro de 2016!
Mais informações »

Inter volta atrás e decide contratar Ceará

Apesar de ter sido reprovado nos exames médicos, o lateral-direito Ceará será contratado pelo Inter. A informação foi confirmada pelo agora vice-presidente de futebol do clube, Fernando Carvalho, nesta quarta-feira.

A contratação de Ceará junto ao Coritiba foi acertada na semana passada, mas acabou não sendo concretizada porque o jogador estava com uma lesão muscular. O Coxa, no entanto, não aceitou a decisão do Inter por já ter assinado a rescisão do contrato do lateral e ameaçou entrar na justiça.
De acordo com Carvalho, Ceará assinará contrato até o final de 2017, como acertado no momento da negociação. Devido à lesão, o lateral só deverá ficar à disposição de Celso Roth a partir de setembro.
Fonte: correirodopovo.com.br
Mais informações »

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Dívida do RS com União cai para R$ 50 milhões mensais, diz Feltes

A Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira o texto principal do projeto de renegociação da dívida dos estados com a União e o secretário estadual da Fazenda, Giovani Feltes, destacou que o Rio Grande do Sul é um dos beneficiados com as alterações feitas em relação à proposta original. Agora, o governo gaúcho poderá arcar com as despesas, já que houve uma diminuição considerável da parcela. 

"O projeto original foi bastante alterado e agora com benefícios maiores para todos. Tivemos um alívio significativo do ponto de vista do pagamento da dívida da parcela mensal e podemos estender isso para os próximos governos. O valor ficou algo entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões. Dessa forma, com a diminuição do comprometimento da receita líquida, que está em 13%, poderemos projetar uma redução até 8%, o que é um fôlego interessante", explicou Feltes em entrevista à Rádio Guaíba. 
Feltes comentou que as contrapartidas exigidas dos Estados no projeto elaborado pelo governo de Dilma Rousseff eram bem mais duras. "No projeto original, as exigências eram mais agudas e os deputados trabalharam fortemente neste sentido. Além disso, diversos estados estavam negociando. Nós, em particular, tínhamos profissionais da Fazenda acompanhando tudo. O alívio, embora não seja decisivo para a nossa situação emergencial, é bom", acrescentou.  
De acordo com Feltes, de uma parcela mensal de R$ 275 milhões, o Estado terá que arcar com uma nova mensalidade de R$ 225 milhões. 
Questionado sobre o pagamento do funcionalismo público e uma possível estabilidade da economia gaúcha a partir da renegociação da dívida, Feltes disse que o Rio Grande do Sul pode alcançar uma situação próxima do ideal já no ano que vem. "O Estado irá depositar R$ 1,5 mil e, mesmo aumentando a carga tributária, quando projetávamos resolver um terço dos nossos problemas, não conseguimos fazê-lo porque a recessão quebrou as nossas pernas. A nossa estabilidade depende da economia, que agora nos puxou para baixo. Mas eu acredito que no final do primeiro semestre de 2017 poderemos estar estáveis e aí sim, com equilíbrio e ajuste fiscal, vamos começar a investir mais no Rio Grande do Sul", disse. 
Fonte: correiodopovo.com.br
Mais informações »

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Decepção - SELEÇÃO BRASILEIRA

A Seleção Brasileira decepcionou mais uma vez no torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O time comandado por Rogério Micale teve uma atuação fracda e não saiu do 0 a 0 com o Iraque na noite deste domingo no estádio Mané Garrincha, em Brasília.
Com o resultado, a Seleção Brasileira precisa de uma vitória diante da Dinamarca na próxima quarta-feira, às 22h, na Arena Fonte Nova para garantir a classificação para as quartas de final. Os dinamarqueses lideram o Grupo A com quatro pontos. O Brasil tem dois, junto com o Iraque. A África do Sul é lanterna, com um.

A Seleção Brasileira preocupou a torcida no começo da partida no Mané Garrincha. Com uma forte marcação, o Iraque conseguiu fechar os espaços nos primeiros minutos da partida e ainda chegou com perigo ao ataque. Aos 11 minutos, após lateral batida para a área, o goleiro Weverton saiu mal e Mohannad Abdul-Raheem ganhou por cima para acertar a trave. Susto para a torcida brasileira.
Com o tempo passando, o Brasil foi crescendo na partida. As principais ações partiram de Neymar, que mesmo sem uma grande atuação, foi o jogador brasileiro mais perigoso no primeiro tempo. Aos 20, ele arriscou o chute de fora da área e mandou por cima. Na sequência, bateu para defesa do goleiro Mohammed Hammed, mas o lance já estava parado por impedimento. O camisa 10 ainda apareceu de cabeça após cruzamento de Gabigol, mas mandou para fora.
Apesar das iniciativas de Neymar foi Renato Augusto quem teve a melhor chance no primeiro tempo. Após pegar rebote de uma falta batida pelo capitão brasileiro, o meia acertou um belo chute que foi no travessão. Apesar da pressão do Brasil, o primeiro tempo terminou sem gols em Brasília.
Para o segundo tempo, o técnico Rogério Micale promoveu uma mudança. O gremista Luan entrou no lugar de Felipe Anderson deixando a equipe com quatro atacantes. Apesar disso, foi o Iraque quem chegou com perigo logo no começo.
Aos 9, mais uma mudança no Brasil. Micali recompôs o meio-campo com Rafinha no lugar de Gabriel Jesus, de atuação apagada. A Seleção, no entanto, seguiu com dificuldades para criar.
Gabigol arriscou o chute da entrada da área e mandou para fora aos 19. Foi o suficiente para as primeiras vaias surgirem no Mané Garrincha. O Brasil teve boa chance aos 27 em falta próxima da área, mas a cobrança de Neymar acertou a barreira antes de se perder pela linha de fundo.
A 10 minutos do fim, Rogério Micale fez a última mudança: William no lugar de Douglas Santos. A entrada do lateral colorado quase foi decisiva na partida. Aos 46, ele cruzou para Renato Augusto, que, com o goleiro fora do lance, mandou para fora perdendo a melhor chance brasileira na segundo tempo. Final: Brasil 0 a 0 Iraque.
Mais informações »

Contato

Blog CAMAQUÃ.RS
Email: contato@camaqua.rs

Sobre o Blog

Este blog traz notícias da cidade de Camaquã e região, sua natureza, seu povo, seu comércio e tudo que é de interesse da população sempre com novidades e muita informação.
© Copyright http://www.camaqua.rs - Todos os direitos reservados